ISKA 2.png
logo ASIAM.png
Copyright ©  - CBLAM - Todos os direitos reservados. Plágio é crime. 2017
by Guilherme F. & Antonio Dias
  • Facebook Clean
  • YouTube Clean
  • Twitter Clean
  • Instagram Clean
Follow Us
Please reload

Search By Tags
Please reload

Recent Posts

Muaythai X Força, Flexibilidade e Agilidade

July 14, 2017

1/2
Please reload

Featured Posts

Muaythai X Força, Flexibilidade e Agilidade

Muaythai versus força, flexibilidade e agilidade.

Uma análise da contribuição do Muaythai na melhora das

valências físicas mais utilizadas na prática da modalidade

 

 

 

 

Prof. MsC Pollyanna Silva

Universidade Católica de Brasília

Confederação Brasileira de Lutas e Artes Marciais

Secretaria de Estado de Educação do DF

 

Resumo

          Arte marcial com mais de dois mil anos de existência, foi criada pelo povo tailandês como forma de defesa nas suas guerras e para obtenção de uma boa saúde. O seu treinamento ajuda os praticantes a terem maior poder de concentração nas suas atividades paralelas, sendo uma luta capaz de desenvolver concentração, auto-confiança além de condicionamento físico. o presente estudo visa mensurar as valências físicas agilidade, flexibilidade e força, pré e pós treinamento, onde tais valências foram exigidas e verificar o comportamento de tais variáveis. Tomando como pressuposto o Muaythai como elemento incentivador de possível melhora. Participaram da amostra oito homens treinados, competidores de Muaythai que praticam regularmente a pelo menos 6 meses a modalidade. Podendo concluir que as valências físicas agilidade, flexibilidade e força, pré treinamento sistematizado de Muaythai apresentam diferenças significativas dos seus resultados pós treinamento do grupo estudado.

          Unitermos: Muaythai. Treinamento. Valências físicas

 

Introdução

    O Muaythai é uma luta originária da Tailândia país do qual é o esporte nacional, tão quanto o futebol no Brasil, o que a torna a maior potência de tal esporte no mundo.

    É semelhante a outros estilos indochineses e é conhecida mundialmente como a arte das oito armas (FPK/IFMA2008) pois se caracteriza pelo uso combinado dos dois punhos, cotovelos, joelhos, pernas e associado a uma forte preparação física que a torna uma luta de contato total poderosa.

    Todo golpe do Muaythai tem o objetivo de acabar com a luta através do nocaute (Knock-out). Utilizam-se socos parecidos com os do boxe inglês, golpes com as pernas, típicos desta luta, e também os joelhos e cotovelos. Em competições os golpes considerados validos são os que combinam precisão e potência levando em conta o grau de dificuldade e de tradicionalidade aplicados.

    O treinamento ajuda os praticantes a terem maior poder de concentração nas suas atividades paralelas, sendo uma luta capaz de desenvolver concentração, auto-confiança além de condicionamento físico, trazendo como suas principais valências físicas a agilidade, a força e a flexibilidade, (que aqui serão definidos segundo Carnaval, 1997), pois faz-se necessário para a precisão de seus golpes

    Na agilidade, a capacidade que o indivíduo tem de realizar movimentos rápidos com mudança de direção e sentido, seus principais fatores influenciadores na performance são a força, velocidade flexibilidade e coordenação. Sendo totalmente visualizadas quando da realização da esquiva do lutador ao tentar não ser atingido pelo adversário.

    A flexibilidade é aqui definida como grau de amplitude de uma articulação. Diversos fatores estão diretamente ligados a ela: superfície óssea, músculos, ligamentos, tendões, maleabilidade da pele entre outros. Porém, dificultam ainda mais o desempenho da flexibilidade a idade, o sexo, o aquecimento, temperatura ambiental e principalmente a tolerância a dor. Tornando-se esta última, fator relevante no treino e aquisição dessa valência física.

    Para o aluno/atleta de Muaythai, a flexibilidade é fator preponderante na realização da maioria dos golpes realizados. Podendo ser facilmente visualizado quando referimo-nos a golpes com os membros inferiores como por exemplo no kao tromg (joelhada frontal), teep tromg (chute frontal), thed tad (chute lateral) que utilizam-se das articulações do quadril, do joelho, do tornozelo e pés e mesmo até nos golpes realizados com os membros superiores, nas articulações do ombro, do cotovelo e do punho, que são utilizados desde os golpes mais básicos mad trong (soco reto), sok tad (cotovelada lateral) até os mais sofisticados como mad glab (soco giratório) e o kadrot sok sub (cotovelada pulado e de cima para baixo). Tornando-se imprescindível aos semi-profissionais e profissionais, quando no tocante a luta, os adversários inúmeras vezes não são de altura similar como ocorre nos treinamentos.

    Rizzo Pinto (1997) define força como sendo a capacidade de usar a energia mecânica, produzindo contrações que levam o segmento ou o corpo a, vencendo resistências, superar oposições criadas pela ação das leis naturais que regem o universo.

    A força muscular é das valências físicas a mais importante de todas, pois ela é elemento indispensável na realização de qualquer tipo de movimento, do mais elementar ao mais complexo, sendo no contexto das artes marciais, elemento primordial quando na realização dos golpes. No que se refere à competição quando há enfrentamento, dar-se-a para “decidir” quem é o mais forte, no caso do Muaythai, o confronto geralmente ocorre visando além da impressão de golpes precisos no adversário o nocaute (KO).

    Face ao exposto, o presente estudo visa mensurar as valências físicas agilidade, flexibilidade e força, pré e pós treinamento, onde tais valências foram exigidas e verificar o comportamento de tais variáveis. Tomando como pressuposto o Muaythai como elemento incentivador de possível melhora.

 

Métodos

 

Participantes

 

    Participaram da amostra oito homens treinados, competidores de Muaythai que praticam regularmente a pelo menos 6 meses a modalidade. As características físicas dos participantes apresentaram as médias (±s): idade: 313,4 ± 134,2 meses, Peso corporal de 69,4 ± 12,8 kg, estatura 175,9 ± 5,4 cm.

 

Controle nutricional

    A nutrição dos participantes permaneceu inalterada de sua rotina cotidiana. Sendo solicitada hidratação reforçada nas 24 horas anteriores ao estudo.

 

Desenho experimental

    Aos participantes, selecionados de forma aleatória dentro das características exigidas (tempo de treino, graduação). Foi aplicado os testes de Agilidade (Shuttle run), Flexibilidade (“Sentar e Alcançar” de Wells) e Força (Dinamômetro manual), antes e depois da intervenção que constituiu-se de exercícios dentro da filosofia do Muaythai que exigiam essas valências físicas.

 

Análise estatística

    A estatística foi realizada aceitando o nível de significância para todas as variáveis estudadas em p ≤ 0,05. Realizou-se uma análise descritiva dos dados e foi utilizado o teste “t” de Student pareado.

 

Resultados

    Os testes foram aplicados em oito praticantes de Muaythai, do sexo masculino, adultos e com prática da modalidade superior a seis meses, sendo demonstrado no quadro abaixo uma análise descritiva dos dados para um melhor entendimento dos resultados que serão dscutidos posteriormente, sendo possível a visualização das médias e respectivos desvios na idade, peso, estatura, dinamômetro pré e pós teste e banco de wells pré e pós teste.

 

 

Força

    Uma qualidade essencial na execução das técnicas nos movimentos de Muaythai é a força, em especial no clinche, onde os atletas a aplicam constantemente e na execução dos golpes com os membros inferiores e superiores, sendo o Muaythai uma modalidade de combate que mede a eficiência dos lutadores pela sua precisão e potência na aplicação das técnicas, juntamente com fatores como execução correta dos movimentos pertencentes à modalidade.

    A força dos atletas se torna um item indispensável para um resultado satisfatório em competições em relação à contundência dos golpes, sendo observado no estudo uma melhora significativa na força dos atletas/praticantes no pós-treino, indicando necessidade de trabalho específico antes do combate visando otimizar essa qualidade, e infere-se a possibilidade de contribuição do treinamento de Muaythai para o desenvolvimento da força, em especial nos membros superiores, no grupo estudado.

 

Flexibilidade

    O Muaythai utiliza inúmeros golpes com os membros inferiores, tendo assim a flexibilidade como valência física indispensável para execução correta desses movimentos, agindo diretamente no resultado da performance, mostrando-se imprescindíveis principalmente nos chutes altos como o thed tad (chute circular altura do rosto), e o thed tawad glab lang (chute giratório com a sola do pé na altura do rosto) que exigem uma maior amplitude de movimento na articulação do quadril e uma maior flexibilidade e alongamento dos músculos bíceps femorais, semibrenaceo, semitendineo, os ísquios tibiais, assim como os adutores.

    Os atletas/praticantes demonstraram uma pequena melhora na flexibilidade, chamando-nos atenção da necessidade de treino especifico dessa valência física visando sua melhora significativa, e nos alertando da exigência da preparação dos grupos musculares mais exigidos.

 

Agilidade

    Em um combate é exigido do atleta que execute inúmeros ataques, defesas, contragolpes e esquivas de forma sistemática e em um ritmo e momento apropriado, normalmente são executados ataques e bloqueios simultâneos ou em ataques em resposta aos estímulos do adversário e ainda são utilizados ataques combinados que utilizam lados opostos do corpo demandando grande agilidade, que aqui já foi definida por Carnaval (1997) como a capacidade que o indivíduo tem de realizar movimentos rápidos com mudança de direção e sentido. Nas categorias mais leves é muito mais intensa a aplicação dessa valência, já nas categorias de peso mais altas é menos observada porém não menos importante no combate.

    Foi notado nos atletas/praticantes uma pequena melhora pós treino o que corrobora com a necessidade de se fazer um trabalho específico pré combate. É também uma qualidade que deve ser associada ao treino técnico, pois quanto mais ágil o praticante, maior sua capacidade de executar movimentos diversos em varias situações do combate.

Muaythai

    No quadro a seguir encontram-se os principais golpes da modalidade Muaythai, suas valências físicas associadas e sua frequência de execução em campeonatos, visando assim demonstrar a aplicação prática das valências estudadas.

 

 

Elaboração: Alan Correa e Pollyanna Silva

 

Conclusão

    Podemos concluir que as valências físicas agilidade, flexibilidade e força, pré treinamento sistematizado de Muaythai apresentam diferenças significativas dos seus resultados pós treinamento do grupo estudado, onde tais valências foram exigidas, podendo assim ser sugerido que a prática de tal modalidade esportiva possa ser pressuposto de possível melhora. Trazendo consigo a necessidade de outros estudos com um número maior de indivíduos para que possam ser generalizados os resultados.

 

 

Referências

  • Apostila da Liga Brasileira de Muay Thai Tradicional, 2011.

  • CARNAVAL, Paulo Eduardo. Medidas e avaliações: em ciências do esporte. 2 ed. Rio de Janeiro: Sprint, 1997.

  • CARNAVAL, Paulo. Cinesiologia: aplicada aos esportes. Rio de Janeiro: Sprint, 2000..

  • Federação Portuguesa de Kick Boching e Muay Thai – Regras de Arbitragem de Muay Thai FPK/IFMA 2008.

  • HALL, Susan J. - Biomecânica Básica 5ª edição - Editora Manole 2009.

  • WEINECK, Jürgen. Treinamento ideal: Instruções técnicas sobre o desempenho fisiológico, incluindo considerações específicas de treinamento infantil e juvenil. 9ed. São Paulo: Manole, 1999.

  • WEINECK, Jürgen. Biologia do esporte.São Paulo: Manole, 1991.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload